Produtos encontrados: 12 Resultado da Pesquisa por: em 7 ms

Itens por página:

Produtos selecionados para comparar: 0Comparar

Produtos encontrados: 12 Resultado da Pesquisa por: em 7 ms

Itens por página:

Produtos selecionados para comparar: 0Comparar

Mouchão

Fundação: 1901.

Enólogos: Engs. Iain Richardson e Hamilton Reis.

O Mouchão é uma das vinícolas mais emblemáticas de Portugal e continua em posse da mesma família há mais de 150 anos. Em 1825, o britânico Thomas Reynolds estabeleceu-se na cidade do Porto como negociante de vinhos para a Inglaterra. Algumas décadas depois, um dos seus filhos, Robert Hunter Reynolds, envolveu-se no negócio e adquiriu um número razoável de propriedades alentejanas, dentre elas a Herdade do Mouchão. Os anos se passaram e, em 1870, as primeiras vinhas foram fincadas na propriedade. Pouco tempo depois, os Reynolds plantaram as primeiras mudas da casta Alicante Bouschet em Portugal, uva de origem francesa, mas que encontrou seu terroir ideal no Alentejo. O Mouchão, até os dias atuais, produz os melhores frutos de Alicante Bouschet em todo o mundo. Na década de 1890, a família Reynolds iniciou a construção de edifícios dedicados à viticultura, com a finalização do espaço dedicado à Adega ocorrendo entre 1901 e 1904. Em 1949, o primeiro vinho com a marca Mouchão foi engarrafado, já que, anteriormente, todos os vinhos da vinícola eram vendidos a granel. Desde então, a vinícola se estabeleceu como um dos produtores mais renomados do Alentejo.

Como prova de sua enorme reputação e qualidade, a vinícola teve o vinho Mouchão Tonel 3-4 da safra 2011 como o mais bem avaliado por Robert Parker na história, dentre os rótulos tintos alentejanos, com incríveis 97 pontos. Além da comercialização de vinhos, o Mouchão também produz dois azeites de enorme qualidade e produções baixíssimas, com seu lagar próprio e suas muitas oliveiras de mais de 100 anos da variedade Galega. Visitar a adega centenária nos passa a sensação de que o tempo parou. Em cada canto, respira-se a história de seus vinhos. É a única adega em todo o Alentejo que mantém o sistema antigo de fermentação, em lagares com pisa a pé, para todos os seus vinhos tintos, que também estão entre os mais longevos de Portugal. Podemos observar também o sentido da tradição na manutenção da mesma família de adegueiros há três gerações.

Desta forma, está assegurado que, na elaboração dos vinhos dentro da adega, teremos sempre presente alguém que sabe e vive a produção destes néctares de forma muito especial. O Sr. Iain Reynolds Richardson, atual gestor da empresa e enólogo de formação, afirma: “vinhos do Mouchãos têm uma cor tipicamente muito intensa e escura e um corpo fora do normal, mesmo para o Alentejo”. Essas qualidades permitem que os vinhos da vinícola tenham uma longevidade muito acima da média. Os sócios da Adega Alentejana tiveram o privilégio de degustar o Mouchão 1954, com 50 anos de vida; o Mouchão 1974, com 31 anos; o Mouchão 1979, com 26 anos e o Mouchão 1984, com 22 anos. Todos estavam maravilhosos e certamente aguentariam mais alguns anos na garrafa. Por isso, sempre sugerimos que os nossos clientes comprem pelo menos 12 exemplares de cada safra e, calmamente, degustem uma garrafa a cada 12 meses. Desta forma poderão acompanhar, de forma bem prática, a evolução deste grande vinho.