Filtro: Vinhos, Portugal, Alentejo, Tapada do Fidalgo

Região: Alentejo (Portugal)

Região: Alentejo Sub-região: Reguengos de Monsaraz

Enólogo: Pedro Baptista (Foi eleito Enólogo do Ano em 2010 pela conceituada revista portuguesa “Wine – Essência do Vinho”)

À vista de Reguengos de Monsaraz, e poucos quilómetros da histórica aldeia de Monsaraz, encontra-se o Monte dos Perdigões, fazenda onde se localiza a adega onde é roduzido, recorrendo unicamente a uvas de vinhas próprias, o Tapada do Fidalgo.?Na posse da família Granadeiro desde 2001, o Monte dos Perdigões foi em tempos (SEC. XVI) casa de Damião de Góis e gerações mais tarde, durante a parte final do século XIX e primeira metade do século XX, o grande mestre da música portuguesa, D. Luís de Freitas Branco, que aqui compôs algumas das suas mais marcantes obras. O Monte dos Perdigões é por isso, desde sempre, um lugar marcado pela sensibilidade artística e pensamento livre.

O Tapada do Fidalgo é propriedade de Henrique Granadeiro que nascido no Alentejo é apaixonado pela sua terra e pelos vinhos alentejanos. Fez uma brilhante carreira como executivo em grandes empresas portuguesas. Faz parte do Conselho de Administração da Fundação Eugénio de Almeida desde 1987. A sua atuação foi e é fundamental para o crescimento contínuo que a Fundação Eugénio de Almeida alcançou nestes últimos 20 anos.

Em 1997 realizou o sonho de produzir o seu próprio vinho ao adquirir o Monte dos Perdigões. Neste seu projeto de vida aplica os mesmos princípios de qualidade responsáveis pelo sucesso da Fundação Eugénio de Almeida.?Nesta bonita adega imperam materiais nobres como o mármore alentejano e o carvalho francês “allier” são vinificados e engarrafados os
vinhos Tapada do Fidalgo sob o rigoroso controlo de uma dedicada equipa chefiada pelo enólogo Pedro Baptista e inspirados pela visão de autor de Henrique Granadeiro.