Produtos encontrados: 3 Resultado da Pesquisa por: em 6 ms

Itens por página:

Produtos selecionados para comparar: 0Comparar

Produtos encontrados: 3 Resultado da Pesquisa por: em 6 ms

Itens por página:

Produtos selecionados para comparar: 0Comparar

Azeites Fátima

Um dos principais destinos turísticos e maior centro religioso de Portugal, Fátima é também desde tempos imemoriais um importante produtor agrícola, o único meio de subsistência dos habitantes dessa região durante muitos séculos. A cultura mais importante era a da oliveira, já que ela encontrava ali um clima propício, nitidamente mediterrâneo - invernos rigorosos e verões quentes e secos.

Os tipos de oliveira mais vulgares na região de Fátima, eram a Lentrisca e a Verdeal. No início do século XX a apanha da azeitona mobilizava todos os membros das famílias locais ao longo de Novembro, Dezembro e, por vezes, Janeiro. O azeite era considerado de extrema importância, dado que para além de servir de condimento alimentar, era utilizado para a iluminação e para as mezinhas curativas. Também eram aproveitadas as borras para se fabricar sabão.

Dos lagares saía o bom azeite que, conservado nas pias de pedra lioz, nas talhas de barro ou de chapa zincada, deveria durar todo o ano. Em torno de 1930 havia cerca de uma dúzia de lagares na freguesia. Atualmente apenas existe o lagar da Azeite Fátima que recebe o produto de todos os olivicultores da freguesia.

A Azeites Fátima foi constituída em 1951, tendo sido fundada por José Joaquim, sócio nº1. Deste o princípio este produtor se revelou um líder nos processos de inovação necessários no processo de transformação de azeitona, de forma a obter o melhor azeite. Sem esquecer suas origens e tradição, sempre teve a preocupação de se atualizar e modernizar constantemente.

A sede da Azeite Fátima fica a apenas 2 km do Santuário de Fátima e a 500 metros da Igreja Matriz de Fátima. Os azeites são elaborados com azeitonas provenientes de olivais localizados num raio de 30 km de Fátima. Além do lagar e escritórios, a sede também abriga um pequeno Museu com um lagar à “moda antiga” muito bem conservado e representativo das tradições da região.

Não deixando de olhar para o meio-ambiente de uma forma atenta, a Azeite Fátima tem também realizado importantes investimentos para se tornar cada vez mais uma empresa sustentável.