La Rosa Reserva Branco 750ml
883
Ver preço e comprar
Estamos analisando seu cadastro

Por: R$ 168,27

Preço a vista: R$ 168,27

Comprar

Calcule o frete e o prazo de entrega estimados para sua região.

Ficha Técnica:

  • Tipo:

    Teste

  • Região:

    --

  • País:

    --

  • Tipo de uva:

    --

  • Teor Alcoólico:

    --

  • Tipo de caixa:

    --

  • Tipo de embalagem:

    --

  • Tamanho:

    --

  • Acidez:

    --

  • Safra:

    --

  • Ingredientes:

    --

  • Variedade de Azeitona:

    --

  • Casta:

    --

  • Observações:

    --

  • Harmonização:

    --

  • Premiação:

    --

Compre junto produtos do mesmo produtor

  • 1138
    Dourosa Tinto 1,5L
    R$ 182,54
    Tipo
    • Tinto
    Unidades por caixa
    • 6
    Região
    • Douro
    Tamanho
    • 1,5L
  • 881
    Dourosa Tinto 750ml
    R$ 115,13
    Tipo
    • Tinto
    Unidades por caixa
    • 6
    Região
    • Douro
    Tamanho
    • 750ml

Quinta de La Rosa

Enólogo: Jorge Moreira (Enólogo do Ano 2009 - Revista de Vinhos e 2016 - Revista Wine).

A Quinta de La Rosa é uma lendária vinícola duriense com mais de dois séculos de existência e com grandes contribuições para o mundo do vinho. Essa fantástica propriedade pertence à família Bergqvist, de origem inglesa, desde 1906, quando a avó dos atuais proprietários recebeu o local como um presente de batismo.

A ligação histórica da família com o mundo do vinho português, entretanto, remonta a 1815, quando um de seus antepassados se mudou para Portugal para atuar na exportação de Vinhos do Porto, principalmente para a Grã-Bretanha.

Ao adquirir a propriedade, a família Bergqvist implantou diversas melhorias. Dentre elas, está a construção de uma super adega com oito lagares de granito e capacidade para 800 barris de carvalho. Essa adega, a maior do Douro à época, foi construída em 1908 e se mantém praticamente inalterada até os dias de hoje.

Ao longo de boa parte do século XX, a La Rosa apenas comercializava suas uvas. Até que, em 1988, após revitalização dos vinhedos, voltou com a produção de Vinhos do Porto. Três anos mais tarde, a Quinta iniciou seu processo de pioneirismo na região, se transformando em uma das primeiras produtoras a elaborar Vinhos Finos de Mesa no Douro a partir de uvas autóctones, que até então eram utilizadas apenas em Vinhos do Porto.

Poucos anos depois, mais precisamente em 1996, o trabalho de excelência da vinícola começou a ser reconhecido, com a La Rosa vencendo o prêmio de “Produtora de Vinhos Fortificados do Ano”, em um concurso internacional ocorrido em Londres.

Atualmente, o patrimônio da Quinta é composto por 62 hectares de vinhas, com algumas delas localizadas às margens do Rio Douro e outras plantadas a 400 metros de altitude. Algumas parcelas ultrapassam os 100 anos de idade e fazem parte da emblemática vinha chamada de Vale do Inferno, que leva esse nome por conta das altas temperaturas que os muros de xisto em socalcos, onde as vinhas estão, atingem. Esses mesmos muros foram construídos antes da primeira Guerra Mundial, pelo avô de Sophia (atual proprietária), e estão entre os mais altos do Douro, região que teve seus terraços altos classificados como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

Outro destaque da vinícola é que o responsável pela área de enologia é Jorge Moreira, um dos mais conceituados profissionais de Portugal e que já foi eleito “Enólogo do Ano” em duas ocasiões no país. Jorge ingressou na La Rosa em 2002 e desde então vem fazendo um trabalho de excelência. Prova disso é que os vinhos da Quinta vêm recebendo inúmeras distinções e premiações das mais renomadas revistas do segmento, além de terem se tornado referência entre os rótulos durienses.

A propriedade está localizada na sub-região de Cima Corgo, uma zona com um privilegiadíssimo terroir e que é a casa dos melhores vinhedos do Douro. Dentre o portfólio da vinícola, os rótulos mais produzidos são tintos e Portos. Entretanto, os vinhos brancos da Quinta vêm se destacando cada vez mais e se caracterizam pelo seu frescor e mineralidade.

Todos os seus rótulos são produzidos a partir de uvas próprias e harmonizam perfeitamente com quase todo tipo de culinária, porém são ainda mais compatíveis com pratos picantes, peixes e queijos.

Recentemente, a Quinta de La Rosa passou por uma remodelação completa em suas instalações. Esse projeto esteve em fase de preparação durante cerca de sete anos, até que foi finalizada em 2012, uma semana antes de a vindima começar.

As principais melhorias passam por:

    ☑ Uma nova adega onde foi tirado partido da gravidade;

    ☑ Instalações de armazenamento de vinhos com temperatura controlada;

    ☑ Melhoria das instalações de descarga e escolha de uvas.

A nova adega tem agora:

    ☑ Quatro lagares de granito com temperatura regulada, transferidos da antiga adega - com um robô automático para baixar a manta;

    ☑ Seis cubas de fermentação de 10.000 litros com temperatura controlada;

    ☑ Uma prensa automatizada.

Além de se dedicar a enologia, a La Rosa também disponibiliza um excepcional enoturismo em seu fabuloso hotel, único no portfólio de vinícolas durienses. Com 23 quartos, um excelente restaurante e uma belíssima vista para o Rio Douro, a propriedade é uma opção completa de enoturismo. As diárias variam de 90 a 130,00 Euros e as reservas podem ser feitas no e-mail holidays@quintadelarosa.com. Pela sua localização privilegiada, a Quinta proporciona uma oportunidade única de conhecer as vinhas e os métodos de produção de seus grandes vinhos.

Produtos Relacionados